O que é glutamina?

Ao conhecer o que é a glutamina, você poderá compreender sua importância para o sistema imunológico e como ela participa do ganho de massa muscular.

glutamina é um aminoácido que é produzido naturalmente pelo corpo e, por isso, é considerado não essencial. Ela é produzida por meio da síntese do ácido glutâmico e dos aminoácidos essenciais valina e isoleucina.

Esses dois últimos fazem parte da composição do BCAA e, por isso, o uso dos dois suplementos está intimamente ligado.

Avalie nosso artigo !
⭐⭐⭐⭐⭐

User Rating: Be the first one !

Para que serve a glutamina

A glutamina é fundamental para que o organismo trabalhe de forma harmoniosa. Ela age diretamente nas células do sistema imunológico, pois é a principal fonte de energia dessas células.

Quando os níveis de glutamina estão baixos, o indivíduo fica mais propenso a ser infectado por vírus e bactérias. Por isso, esse suplemento não é somente utilizado por frequentadores de academia.

Pessoas que se recuperam de cirurgias, de longos períodos em que ficaram adoecidas ou que sejam portadoras de câncer ou HIV também usam a glutamina para fortalecer seus sistemas imunológicos.

Por estar ligada com o BCAA, a glutamina também é metabolizada no próprio músculo e, assim, promove a regeneração e a recuperação muscular mais rápida.

A glutamina ainda apresenta uma série de benefícios. São eles:

  • Atua no equilíbrio do pH do sangue;
  • Fortalece o organismo, prevenindo o overtraining (OTS);
  • Evita o catabolismo muscular, regulando a produção de novas proteínas e prevenindo a degradação das mesmas.
  • Contribui para a liberação do GH, o hormônio do crescimento. Esse hormônio é liberado enquanto dormimos e seus níveis no corpo estão intimamente ligados ao ganho de massa magra.
  • A glutamina tem papel fundamental na produção da glicose. Dessa forma, os níveis de energia do organismo estão sempre ideais para que o catabolismo muscular seja evitado.
  • Melhora a absorção de nutrientes no intestino.
  • Não apresenta contra indicações, portanto seu uso deve ser feito com parcimônia. Ao observar quaisquer anormalidades durante o consumo, descontinue o uso.

Efeitos colaterais do uso da glutamina

Um relato bastante comum é que a glutamina pode causar prisão de ventre, constipação ou flatulência. Pessoas com problemas intestinais, renais ou hepáticos devem evitar o uso do suplemento.

A quantidade diária de até 15 gramas deve ser obedecida. Com o tempo, o uso de superdoses de glutamina pode inibir a produção natural desse aminoácido pelo corpo, causando a baixa do sistema imunológico. Essa pode ser uma porta de entrada para doenças oportunistas.

A glutamina engorda?

Os aminoácidos não engordam, pois não estimulam o apetite. No caso da glutamina especificamente, quanto mais adequado o nível de glutamina no organismo, maior o ganho de massa magra e a quantidade de energia necessária para manter os treinos em dia.

Portanto, afirmar que a glutamina engorda é incorreto. Ao contrário, ela ajuda a emagrecer e a definir o corpo.

Considerações finais

A glutamina é o aminoácido mais abundante no organismo humano, porém a suplementação é indicada para a manutenção do sistema imunológico e para o ganho de massa magra.