Seja bem vindo!

DHEA 25 MG - MRM ( 90 cápsulas )

DHEA é para pessoas que estão em busca de qualidade de vida e um melhor desempenho e melhorar os resultados nos treinos de musculação, buscam por maneiras de influenciar positivamente esse metabolismo, sem que ocorram prejuízos do ponto de vista fisiológico.

Disponível: Em estoque

R$80,00
em até 12x de R$7,56 nos cartões ou
R$80,00 no Boleto
Calcule o frete do produto

Informe seu CEP para calcular o valor da entrega.

Descrição

Detalhes

DHEA 25 MG

Para pessoas que estão sempre em busca de melhores resultados em termos de desempenho e hipertrofia acabam lançando mão de substâncias medicamentosas, principalmente quanto a melhora das questões ligadas ao metabolismo dos hormônios, são rapidamente absorvidas pelo corpo e os resultados dos treinos de musculação são potencializados. Pessoas que estão em busca de qualidade de vida e um melhor desempenho e melhorar os resultados nos treinos de musculação, buscam por maneiras de influenciar positivamente esse metabolismo, sem que ocorram prejuízos do ponto de vista fisiológico. Dessa forma, o DHEA acaba sendo uma das principais apostas do mercado.

O que é o DHEA?

DHEA é a abreviação de dehidroepiandrosterona, um hormônio natural conhecido por cientistas desde 1934, que desde a sua descoberta as pesquisas e estudos sobre sua utilização não pararam, provando que o produto realmente ajuda na prevenção de doenças e na prolongação da vida humana.

DHEA é um hormônio produzido pelas glândulas adrenais do corpo. Suplementos produzidos de DHEA, são a base de soja ou inhame selvagem. Ainda não se sabe a respeito de tudo que o DHEA pode proporcionar, porém, sabe-se que ele é um verdadeiro precursor dos hormônios sexuais masculinos e femininos, incluindo a testosterona e o estrogênio.

No nosso corpo, a produção de DHEA atinge o pico após os vinte anos, e começa a diminuir depois dos trinta anos. A diminuição ocorre mais rapidamente nas mulheres do que nos homens. Os níveis mais baixos de DHEA podem também ser encontrados em pessoas com transtornos hormonais, como HIV/AIDS, Mal de Alzheimer, doenças cardíacas, depressão, diabetes, inflamação, transtornos no sistema imune e osteoporose. Corticosteroides, anticoncepcionais orais e agentes de tratamento de transtornos psiquiátricos também são capazes de diminuir os níveis de DHEA.

Estudos sobre o DHEA

Em um estudo de Rhoden (2004) foram verificados os efeitos da suplementação de DHEA em ratos, sob o efeito da espermogênese. Foram encontrados aumentos poucos significativos em ratos, após a utilização durante 8 semanas. Porém, o próprio autor concorda no trabalho que a questão o aumento da produção de esperma pode ser influenciada por uma série de fatores e que seriam necessários novos estudos.

Em um estudo de Siqueira Filho (2008), foi avaliada a questão dos efeitos do DHEA sobre a regulação dos mecanismos que estão associados a sarcopenia (perda considerável de massa magra) em ratos. Perceba que este é um estudo muito mais específico do que o anterior e seus resultados trazem efeitos muito mais interessantes. Neste estudo, foram utilizados ratos mais velhos, já que o objetivo era verificar não apenas os efeitos do DHEA sobre a sarcopenia, mas também sua influência sobre a insulina, importante hormônio anabólico. Após a utilização de DHEA por 12 semanas, foram observados um aumento na utilização de insulina e consequentemente redução da sarcopenia e da obesidade.

Em um estudo de Carvalho (2005) foram estudados os efeitos da DHEA sobre a regulação na utilização de insulina. Também foram usados ratos neste estudo e foi possível verificar uma melhora na secreção da insulina, após a utilização do DHEA por 16 semanas.

Em humanos um estudo de 2002, que foi publicado no periódico Chinese Medical Journal, relatou que depois de um tratamento de seis meses, 44 homens que apresentavam quadros variados de osteoporose, tiveram um aumento significativo em sua densidade óssea, quando comparados ao grupo controle em comparação ao grupo de controle. Já em um outro estudo de 2003, que foi publicado no Archives of General Psychiatry, foi possível encontrar reduções nos sintomas da ansiedade e da depressão em pessoas portadoras de esquizofrenia, através de terapias de aumento dos níveis de DHEA.

Como o DHEA age no organismo?

Como dito anteriormente, a DHEA é um hormônio que é produzido pelas glândulas suprarrenais, sendo esse um hormônio de ação esteróide anabólica. A DHEA é o precursor de um hormônio chamado de androstenediona, que por sua vez, é um precursor da testosterona e de outros hormônios sexuais femininos.

A DHEA não age ao longo da vida como praticamente todos os hormônios ligados ao sexo. A produção do cortisol é aumentada através da glândula suprarrenal, de uma maneira inversa, os hormônios como DHEA, o GH e a melatonina possuem suas secreções declinadas.

O que melhora com o aumento da secreção do DHEA?

  • Melhora da libido;
  • Maior disposição;
  • Aumento da síntese protéica e dos mecanismos anabólicos;
  • Melhora da função insulínica;
  • Aumento da força muscular;
  • Redução de doenças degenerativas como a osteoporose;
  • No tratamento de transtornos mentais como esquizofrenia

Tudo isso torna o DHEA conhecido como o hormônio da juventude, e esses benefícios surgem quando o hormônio é bem utilizado, nas doses corretas e inserido no contexto correto. Não adianta usar suplementos que estimulem a produção de DHEA e esperar que os resultados aconteçam sozinhos.

Benefícios do DHEA

  • Diminuição do estresse, facilitando o relaxamento;
  • Facilita descanso;
  • Melhora a qualidade do sono;
  • Aumento da energia e vigor sexual;
  • Aumenta a força;
  • Aumento da massa muscular;
  • Recuperação rápida;
  • Ela promove a secreção dos hormônios que são chave no corpo de homens e mulheres;
  • Ideal para a melhoria da qualidade de vida ao longo dos anos;
  • Melhora a síntese de proteínas;
  • Combate doenças ósseas associadas com o envelhecimento;
  • Ativa e otimiza o físico, sistema imunológico, metabolismo e capacidade;
  • Queima gordura e promove a definição muscular;
  • Reduz drasticamente a gordura corporal cumulativa;
  • Além disso, melhora a memória e a concentração;
  • Não altera o equilíbrio do corpo para parar de comer.

Além desses, existem muitas pesquisas que afirmam os benefícios do DHEA para essas e outras doenças, além também de garantir apoio a suplementos de DHEA em determinadas condições. Conheça um pouco dessas pesquisas abaixo.

  • Osteoporose – As pesquisas afirmam que tomar DHEA oral, parece aumentar a densidade óssea nas mulheres e em homens mais velhos que apresentem osteoporose. Em 2002, um estudo publicado relatou que após seis meses de tratamento, com 44 homens com osteoporose experimentaram um aumento significante na densidade óssea em comparação ao grupo de controle.
  • Esquizofrenia – Um estudo realizado em 2003, afirma que o aumento dos níveis de DHEA pode ajudar a diminuir os sintomas de ansiedade e depressão em pessoas com esquizofrenia. Os autores do estudo afirmam que a DHEA também é capaz de ajudar no humor, aumentar o bem-estar e a energia em pessoas com esquizofrenia.
  • Disfunção Erétil – Suplementos com DHEA podem ajudar na disfunção erétil, apenas se ela não for causada por diabetes ou por problemas nos nervos. São poucos os estudos que testaram a DHEA em pacientes com disfunção erétil, um deles mostra que homens que receberam uma dose diária do suplemento por seis meses tiveram uma melhora significativa na habilidade de alcançar e manter uma ereção. Os pacientes do grupo de controle não apresentaram nenhum tipo de melhora.

Embalagem

100 doses – 1 Cápsula de 100mg de dehidroepiandrosterona

Composto: celulose, fosfato dicálcico, gelatina e esterato de magnésio

Como usar o DHEA

A dose diária deve ser de 50 a 100mg por dia, que é o equivalente a 1 ou 2 cápsulas de 50mg ou 100mg.

Tomar ao longo do dia, sempre acompanhada de alimentos, recomenda-se não tomar por mais de três meses seguidos.

DHEA Musculação

As pessoas que buscam melhores resultados na academia o uso do DHEA pode ser bastante interessante, principalmente pelo fato de o DHEA ser um pré-hormônio da testosterona, um dos principais hormônios anabólicos do nosso corpo. Além disso, o DHEA possui uma forte atuação na utilização da insulina, fazendo uma melhor síntese protéica além da maior utilização das gorduras como fonte energética.

Efeitos colaterais

A utilização errada do DHEA também pode trazer efeitos maléficos, como:

  • Aumento dos níveis de colesterol;
  • Diminuição da libido (efeito de rebote);
  • Acnes, fadiga, insônia, pele oleosa;
  • Dores abdominais, perda de cabelo, congestão nasal, aumento dos níveis de colesterol;
  • Batimento cardíaco rápido ou irregular e palpitações, podendo gerar arritmia.

A utilização de DHEA com outros medicamentos deve ter indicação e supervisão médica. Pessoas que fazem tratamentos contra o câncer, HIV, colesterol, hormonais seja com testosterona ou estrogênio, utilização de anticoncepcionais, benzodiazepinas, corticosteroides e insulina, não devem ingerir o DHEA.

O DHEA é uma substância poderosa, e não deve ser tomada sem acompanhamento médico. Principalmente se você estiver sobre tratamento ou tomando medicamentos prescritos ou até mesmo medicamentos hormonais. Não tome DHEA se você sobre de câncer hormonal (câncer de mama, ovário e também câncer cervical em mulheres e de próstata nos homens). O uso de DHEA é reservado para a prevenção dessas doenças. Ele também não é indicado para mulheres grávidas ou lactantes. Pacientes que possuam problemas de fígado também devem procurar o médico antes do uso de DHEA, pois o mesmo é oralmente convertido no fígado.

Conclusão

Com tantos benefícios, muitas pessoas se perguntam o por que de não usar o DHEA durante os treinos da academia. Porém, é muito arriscado usar o suplemento sem supervisão médica, até mesmo para hipertrofia, melhorar a libido, durante tratamento para anti-envelhecimento ou para uma melhor disposição.

Apenas um médico profissional e capacitado poderá ser capaz de te indicar a dosagem correta além de dizer se você realmente pode fazer uso do DHEA. Cada produto possui a quantidade indicada para tomar em sua embalagem conforme sua composição.

Informação Adicional

Informação Adicional

ANVISA: Não
Produto de assinatura? Não
Frequência ...
Número de Ciclos 1

Avaliações

Queremos saber sua opinião

Produto: DHEA 25 MG - MRM ( 90 cápsulas )

Como você avalia este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
O que achou do produto ?