Seja bem vindo!

Dianabol – Como tomar, efeitos, preço

Dianabol, Dbol e Metandrostenole são a segunda droga anabólica produzida para utilização de maneira exógena no mundo, após a testosterona, durante a segunda guerra mundial, com o objetivo de melhorar a qualidade de rendimento dos soldados na época. Hoje, a Dianabol é utilizada entre atletas de diferentes modalidades, e é produzida com extrema recrutação em ciclos de ganho de massa muscular bruta, que visam não só esse aumento, mas também de força e explosão muscular.

O Dianabol possui efeitos colaterais relativamente baixos se comparado a outras drogas, o Dianabol acaba sendo a melhor opção de esteróide para os primeiros contatos com as drogas anabólicas.

Na década de 50, nos jogos olímpicos e campeonatos mundiais de diferentes modalidades, os atletas russos iniciavam a utilização da droga (sendo os primeiros a utilizá-la) obtendo incríveis resultados. Após isso, mais precisamente em meados de 53, atletas americanos utilizaram a droga quando John Zelgler, médico que trabalhava com a equipe weightlifting da época fez uma reprodução da droga e a chamou de Dianabol ao invés de metandrostenolona, nome original referente ao seu principio ativo.

Esses atletas usavam inicialmente uma dosagem consideravelmente baixa de Dianabol, sendo cerca de 5-15mg/dia. Anos depois, os famosos bodybuilders da década de 70 já o utilizavam pelo menos 6 vezes mais que isso.

A metandrostenolona pode ser utilizada via oral, que é mais comum e viável como também pode ser utilizada na forma injetável. As primeiras fórmulas injetáveis eram misturadas com vitaminas do complexo B.

Possui modificações feitas no carbono, sendo 17 – o que faz com que o anabolizante seja conhecido como 17aa – para resistir ao metabolismo hepático, apresentando certas vezes em parte dos usuários um aumento na pressão arterial, associada diretamente a retenção hídrica que a metandrostenolona trás consigo. Com doses acima de 80m/dia ela pode apresentar após o ciclo, uma queda na produção endógena de testosterona, GH, FSH (40% ou mais), LH e consequentemente, queda de libido.

Ela é uma droga elaborada para ganho de massa, aumento de força e é utilizada em ciclos de ganho bruto em si, ou seja, os efeitos associados a redução do percentual de gordura não são efeitos característicos da droga, que é inicialmente utilizada a ciclos de bulking, ou seja, como uma forma de chute inicial, por apresentar rápidos ganhos em pouquíssimo tempo.

Quando é normalmente combinada e não com outros tipos ou muitos esteróides orais e sim injetáveis como por exemplo, o decanoato de nandrolona e a própria testosterona (com ésters de cipionato, enantato ou blends), a droga pode apresentar, nas 3 a 8 primeiras semanas de ciclo, não sendo conveniente períodos maiores que esses por conta da toxicidade que a droga poderá causar principalmente ao tecido hepático.

As dosagens podem variar muito:

  • Forma oral – Pode ser utilizada inicialmente em ciclos com objetivo de hidratar o plasma e melhor receber outras drogas, com cerca de 30 a 50mg por dia, podendo até mesmo utilizar dosagens acima de 100mg ao dia que não costumam ser freqüentes mais não podem ser totalmente descartadas. Suas dosagens mais comuns estão entre 60 e 80mb principalmente nos primeiros contatos com a droga, por 4 semanas. Sendo as tomadas divididas em 6 e 6h se o uso for de forma oral, em caso de aplicações injetáveis, segue basicamente o esquema de aplicações: dia sim, dia não.

Outra utilização do Dianabol é para pontes entre ciclos, ou seja, usuários de ergogênicos fármacos hormonais não dão tempo de espaço entre um ciclo e outro, fazendo assim o que se chama de bridge, que é um período de ligação entre um ciclo e outro.

Por possuir 17 modificações feitas no carbono e ser metabolizado no tecido hepático, uma das principais características de efeitos colaterais do Dianabol é a toxicidade hepática. Além disso, a metandrotenolona é fracamente ligada a receptores androgênicos, fazendo seus efeitos colaterais mediados não sejam por eles. A atividade ligada a aromatase é moderada.

O Dianabol apresenta também retenção hídrica durante o uso, algo que não deve causar preocupações se o individuo estiver em bulking. A retenção causada pela droga é expressada como benéfica as articulações e também no auxilio do ganho de força. O mais perigoso em relação a retenção hídrica esta ligada ao aumento da pressão arterial, o que deve ser motivo de atenção à pressão durante o ciclo.

Os efeitos colaterais conhecidos são: aumento de oleosidade da pele, acne e queda de cabelo, sendo efeitos não muito comuns mais que podem acontecer. Outros efeitos não comuns, mas que também não devem ser descartados são: ginecomastia, aumento da gordura localizada e aumento do colesterol.

Nome molecular: 

Peso molecular: 300.44

Fórmula: C20H28O2

Ponto de fusão: N/A

Produtor: Ciba (Originalmente)

Data de criação oficial: 1956

Dose efetiva: 25-50mgs (doses abaixo de 5mg e acima de 100mg são relatadas)

Meia-Vida: 6-8 horas na forma oral. E entre 48-72h na forma injetável.

Tempo de detecção no corpo: Maior do que 6 semanas

Índice Anabólico/Androgênico (Variação): 90-210:40-60

Hepatotóxica: Sim
Aromatiza: Sim
Converte-se em DHT: Não

Acne: Sim
Retenção hídrica: Sim
Pressão Alta: Sim

O Dianabol é primariamente associado com o nome Metandrostenolona, sendo uma droga de origem Russa e oficialmente fabricada nos EUA, uma das drogas mais importantes depois da testosterona que foi de grande importância para auxiliar os atletas nas olimpíadas ocorridas durante a segunda guerra mundial. O Dianabol é oficialmente a segunda droga anabólica criada após a testosterona.

Com efeitos colaterais de médio porte, o uso do anabolizante Dianabol é feito pelos mais diferentes atletas e esportistas, com o principal objetivo de aumentar a massa muscular e a força em um curto período.

Porém, altas doses de Dianabol podem ser extremamente tóxicas, de fato a própria droga é, simplesmente por ser um 17aa, além também de apresentar uma forte opressão a produção hormonal de LH, FSH, Testosterona e outros hormônios importantes.

O uso dessas substâncias anabolizantes não é recomendado, é sempre bom e importante consultar um profissional competente.

1 Produto(s)

por página

1 Produto(s)

por página