Glicina 1000mg - Now Foods (100 cápsulas)

Glicina pura da now foods você só encontra na suplementos mais baratos, saiba mais sobre este suplemento, como tomar, e onde comprar aqui!

Disponível: Sem estoque

R$119,00
em até 6x de R$21,24 nos cartões
Descubra o preço do Frete
Descrição
Detalhes

O QUE É E PARA QUE SERVE A GLICINA

Glicina do grego glykos, que significa doce, é um aminoácido não essencial produzido no organismo humano por compostos químicos como a treonina, a colina e principalmente a serina, sendo utilizado pelo corpo na produção das proteínas. A maioria das proteínas contém esse aminoácido em quantidades pequenas, exceto o colágeno que apresenta em sua composição uma quantidade maior de glicina.

Além da produção endógena, a glicina também pode ser obtida por meio de fontes alimentares como carnes, ovos, peixes, leite e derivados, legumes e pela utilização de suplementos, o que complementa o aporte desse aminoácido no corpo e permite maiores benefícios.

A glicina é capaz de desempenhar diversas funções no organismo e sua maior  concentração encontra-se na pele, nos músculos e nas articulações. Como intermediário biossintético, atua formando substâncias importantes como as purinas, porfirinas e as fosfocreatinas. No sistema nervoso central, age como neurotransmissor inibitório, atuando ao nível do tronco cerebral, da retina e da medula espinhal, além de ser componente estrutural essencial.

Pesquisas demonstraram que a glicina pode ser útil na proteção dos músculos diante de diversas situações onde ocorre o desgaste muscular, como no exercício físico e no envelhecimento. Pode ser benéfica também para evitar o comprometimento da secreção de insulina pelo pâncreas nos casos de diabetes tipo 2 e a sua suplementação ainda pode melhorar a qualidade do sono, por meio da modulação da termorregulação e dos ritmos circadianos, ativando receptores no sistema nervoso central.

UTILIZAÇÃO PELO CORPO

Na musculatura:

Na musculatura, a glicina está envolvida na produção do hormônio do crescimento, contribuindo para a manutenção das cartilagens nas articulações e dos níveis de energia corporal. Esse aminoácido também participa da síntese de creatina, essencial para a recuperação e aumento da musculatura, sendo dessa forma útil para pessoas que praticam atividades físicas e objetivam uma boa recuperação do tecido muscular. Pode ser também utilizada na prevenção e retardo da degradação de massa magra que ocorre em consequência do envelhecimento natural do corpo.

No sistema digestivo:

No sistema digestivo, a glicina participa da formação de colágeno, principal proteína que constitui o tecido conjuntivo e está presente no revestimento das paredes do sistema digestivo. Esse revestimento serve como uma proteção, sendo benéfico para pessoas com problemas no trato gastrointestinal. Esse aminoácido ainda atua como um combustível para as funções metabólicas, colaborando com a produção de substâncias como os ácidos biliares, responsáveis pela degradação das gorduras.  

No sistema nervoso:

No sistema nervoso, a glicina participa da síntese de substratos que são fontes de energia para as funções cerebrais, contribuindo para o bom funcionamento cognitivo e do sistema nervoso central. Pode melhorar o desempenho mental, o humor, o sono e a memória.

Nos ossos e articulações:

O colágeno, constituído em sua maioria pela glicina, é componente fundamental do tecido muscular, ósseo e conjuntivo, garantindo sustentação e força a esses tecidos. A utilização de glicina sob a forma de suplemento alimentar pode auxiliar no fortalecimento dessas estruturas e ainda atuar na prevenção de problemas ósseos e articulares.

Propriedade Antioxidante:

A propriedade antioxidante da glicina é atribuída pela sua participação na síntese de glutationa, que é uma substância usada na prevenção e retardo dos sinais de envelhecimento. A glicina também tem sido associada com a prevenção do câncer, trabalhando na prevenção das modificações celulares e do DNA.

Melhora a energia:

A glicina auxilia na formação dos componentes sanguíneos como os glóbulos vermelhos, que trabalham transportando oxigênio pelo corpo e fornecem energia aos principais tecidos. Também é capaz de atuar na regulação das concentrações do açúcar sanguíneo, melhorando os níveis de energia e prevenindo a fadiga.

BENEFÍCIOS

A glicina foi testada e efetiva nas seguintes condições:

  • Úlceras nas pernas: a aplicação de produtos de uso tópico contendo glicina, ajuda a diminuir a dor e auxiliar na cicatrização dessa condição.

  • Esquizofrenia: o uso de glicina por via oral, associada aos medicamentos convencionais para o tratamento da doença, pode reduzir os sintomas negativos em indivíduos que não respondem ao tratamento só com os medicamentos específicos para esquizofrenia, trazendo benefícios a quem utiliza.

  • Acidente vascular cerebral isquêmico: a glicina sublingual pode limitar os danos cerebrais causados pelo AVC quando sua utilização iniciar dentro das seis primeiras horas após o início do mesmo.

BENEFÍCIOS ADICIONAIS

  • Ajuda na construção e manutenção da massa muscular magra, além de evitar a degradação desse tecido

  • Participa da produção do hormônio do crescimento

  • Aumenta o desempenho da memória

  • Atua na prevenção de convulsões e derrames cerebrais

  • Proteção contra os sinais do envelhecimento

  • Prevenção de mutações celulares e do aparecimento do câncer

  • Fornecimento e manutenção de colágeno para o bom funcionamento das articulações

  • Manutenção dos níveis de glicose no sangue, reduzindo o risco de diabetes tipo 2

  • Produção de sais biliares e enzimas responsáveis pela digestão de gorduras

  • Combate reações alérgicas e autoimunes

  • Aumento dos níveis de energia e combate a fadiga

  • Participa da produção dos glóbulos vermelhos do sangue

  • Age contra os efeitos da ansiedade e do estresse

DOSAGEM

Como a glicina desempenha várias funções no organismo humano, nem sempre as quantidades produzidas pelo corpo e obtidas pela ingestão alimentar são suficientes, sendo assim a suplementação oral uma forma de garantir um bom aporte desse aminoácido.

A recomendação de glicina como suplemento oral, é ingerir 1 cápsula de 1000mg 1 a 3 vezes ao dia.  

As doses já estudadas em pesquisas foram para o tratamento da esquizofrenia: 0,4 a 0,8g/kg/dia em doses divididas, tratamento que inicia com 4g por dia de glicina e vai aumentando até chegar na dosagem ideal.

A dose utilizada no acidente vascular cerebral fica em torno de 1 a 2g por dia.

O uso tópico para o tratamento de úlceras de perna foi de 10mg de glicina, 2mg de L-cisteína e 1mg de DL-treonina por grama de creme utilizado.

EFEITOS COLATERAIS

Em geral, a glicina costuma ser um suplemento seguro e bem tolerado pela maioria das pessoas quando tomada por via oral ou sob outras formas de utilização. Casos raros de hipersensibilidade e reações alérgicas foram relatados, além de alguns relatos de efeitos colaterais gastrointestinais como fezes amolecidas, náuseas, vômitos e dores de estômago.

A suplementação por gestantes e nutrizes só deve ser feita sob orientação de um profissional, pois não se tem informações suficientes sobre seu uso nessas condições. 

INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA

A glicina pode interagir com o medicamento clozapina (clozaril), utilizado no tratamento da esquizofrenia. Tomar essas duas substâncias concomitantemente pode levar à diminuição da eficácia da clozapina. Dessa forma, se estiver utilizando esse medicamento o uso de glicina não está indicado.

REFERÊNCIAS

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28375879

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27207556

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25533534   

https://draxe.com/glycine/

 

Camila Nutricionista
Camila de Aguiar / Nutricionista Porto Alegre - CRN2: 12849

Nutricionista graduada pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
Com especialização em Nutrição Clínica em Patologias pelo Instituto de Pesquisas, Ensino e Gestão em Saúde (IPGS).
Experiência sólida em emagrecimento, terapia nutricional de doenças e com praticantes de atividades físicas.



Informação Adicional
Informação Adicional
ANVISA Não

Pergunte e veja opiniões de quem já comprou